Publicações

Antigo Testamento Interlinear Hebraico-Português, vol. 1: Pentateuco
Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2012, p. LXIII + 743. ISBN: 789-85-218-0511-1.

O Antigo Testamento Interlinear Hebraico-Português (ATI) é uma edição interlinear, apresentando tradução literal do texto original hebraico e aramaico da Bíblia Hebraica (o Antigo Testamento) para o português. O ATI procura traduzir, literalmente, cada palavra e cada expressão da Bíblia Hebraica para o português, seguindo seu sentido original. Cada palavra ou expressão em português segue passo a passo cada palavra e expressão do texto original hebraico, da direita para a esquerda. Na primeira linha consta o texto hebraico e na linha logo abaixo consta a tradução literal em português. O texto base do ATI é a Biblia Hebraica Stuttgartensia (BHS) que, por sua vez, tem por base o manuscrito massorético denominado Códice de Leningrado B19a (L), datado de 1008-1009. A BHS é a edição acadêmica padrão da Bíblia Hebraica, desde os anos 1970 e o Códice L é um dos principais e mais importantes manuscritos representantes da tradição massorética tiberiense, relacionada com a família Ben Asher, e que serve como base para diversas edições do texto bíblico hebraico. O ATI segue a sequência do cânone judaico, segundo a BHS, abrangendo os seguintes volumes: volume 1: Pentateuco (Gn, Êx, Lv, Nm e Dt); volume 2: Profetas Anteriores (Js, Jz, 1Sm, 2Sm, 1Rs e 2Rs); volume 3: Profetas Posteriores (Is, Jr, Ez, Os, Jl, Am, Ob, Jn, Mq, Na, Hc, Zf, Ag, Zc e Ml) e volume 4: Escritos (Sl, Jó, Pv, Rt, Ct, Ec, Lm, Et, Dn, Ed, Ne, 1Cr e 2Cr). Cada um dos quatro tomos possui um capítulo intitulado “Dificuldades Textuais”, no qual são comentados os principais problemas de tradução encontrados ao longo do processo de elaboração do ATI. O volume 1 possui, ainda, o “Prefácio”, onde são apresentadas as principais características do ATI e um texto intitulado “A Língua Hebraica do Antigo Testamento”, sobre aspectos históricos e características do hebraico bíblico. O volume 4 possuirá, ainda, um léxico intitulado “Léxico Hebraico-Português e Aramaico-Português”, fruto do processo de tradução do ATI, tendo como base várias obras dicionarísticas dedicadas ao hebraico bíblico e ao aramaico bíblico. O ATI apresenta, além do texto original da Bíblia Hebraica e uma tradução literal correspondente em português, a A Bíblia SagradaVersão Revista e Atualizada (RA), tradução de João Ferreira de Almeida (Barueri, 1993), que é uma versão de equivalência formal e a Bíblia SagradaNova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH) (Barueri, 2000), que é uma versão funcional ou semântica, que traduz o sentido do texto, não se atendo à forma redacional original do texto hebraico.

Manual da Bíblia Hebraica: Introdução ao Texto Massorético – Guia Introdutório para a Biblia Hebraica Stuttgartensia
3. ed. São Paulo: Vida Nova, 2008, p. xlii + 715. ISBN: 978-85-275-0405-8.

A terceira e definitiva edição do Manual da Bíblia Hebraica: Introdução ao Texto Massorético – Guia Introdutório para a Biblia Hebraica Stuttgartensia é uma obra inteiramente revisada e ampliada, tendo, ao todo, 760 páginas. Todos os capítulos apresentam várias revisões, ampliações, modificações e melhorias. Nesta nova edição, há 30 ilustrações de manuscritos e de edições da Bíblia Hebraica. O capítulo “Texto Massorético” foi ampliado com mais informações, principalmente sobre os três grupos de massoretas: babilônico, palestino e tiberiense. O “Glossário” foi inteiramente revisado, além de ter sido ampliado com mais verbetes. A “Bibliografia e Obras Indicadas” abrange 28 páginas, recebendo importantes indicações bibliográficas. O capítulo sobre o Códice de Leningrado B19a possui mais informações relevantes. Uma das novidades desta edição é a inclusão de uma tabela contendo as letras do alfabeto paleohebraico de tradição samaritana e outra com as letras hebraicas na caligrafia de Hirbet Qumran da época hasmoneana (c. séc. II a.C.). Além de ser uma obra dedicada primordialmente à Biblia Hebraica Stuttgartensia (BHS), o leitor encontrará muitas informações sobre a Biblia Hebraica Quinta (BHQ), a futura edição acadêmica do texto bíblico hebraico que sucederá a BHS. A obra tem adquirido amplo reconhecimento tanto de estudiosos nacionais quanto de internacionais da área de crítica textual da Bíblia Hebraica e de massorá e vários deles escreveram endossos importantes (veja Endossos). É a edição definitiva do manual para a utilização da BHS para estudantes, professores e pesquisadores falantes da língua portuguesa. A relevante novidade é que esta obra é complementada pelo site do próprio autor.

Para maiores informações e compra do livro, clique aqui.

Manual da Bíblia Hebraica: Introdução ao Texto Massorético – Guia Introdutório para a Biblia Hebraica Stuttgartensia
2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2005, p. xxxiii + 568. ISBN: 85-275-0325-5.
Edição esgotada.

Manual da Bíblia Hebraica: Introdução ao Texto Massorético
1. ed. São Paulo: Vida Nova, 2003, p. 270. ISBN: 85-275-0304-2.
Edição esgotada.


Coleção de artigos publicados em revistas e periódicos
Francisco, Edson de F. “Códices Massoréticos: Aspectos Gerais”. Caminhando 8, Ano VI. Revista da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista – Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). São Bernardo do Campo: Editeo, julho, 2001, p. 65-80. ISSN: 1519-7018.
_____. “Características da Língua Hebraica: Hebraico Arcaico, Hebraico Pré e Pós-Exílico, Hebraico de Qumran e Hebraico Massorético de Tiberíades”. Estudos de Religião 21, Ano XV. Revista Semestral de Estudos e Pesquisa em Religião da Pós-Graduação em Ciências da Religião. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), dezembro, 2001, p. 165-195. ISSN: 0103-801X.
_____. “Massorá: Definição e Objetivos”. Revista Vértices 3. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, maio, 2003, p. 163-179. ISSN: 1516-8689.
_____. “Edições Impressas da Bíblia Hebraica: do Século XV até Hoje”. Caminhando 11, Ano VIII. Revista da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista – Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). São Bernardo do Campo: Editeo, 1º semestre, 2003, p. 9-36. ISSN: 1519-7018.
_____. “Massorá: uma Introdução”. Revista Vértices 4. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, setembro, 2003, p. 47-62. ISSN: 1516-8689.
_____. “As Variantes Textuais dos Fragmentos da Guenizá do Cairo”. Revista Vértices 5. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, maio de 2004, p. 77-88. ISSN: 1516-8689.
_____. “O Campo Semântico dos Termos Hebraicos e Aramaicos Utilizados na Massorá”. Revista Vértices 6. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, outubro de 2004, p. 43-62. ISSN: 1516-8689.
_____. “A Utilização do Hebraico e do Aramaico nas Notas Massoréticas”. Revista Vértices 7. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, maio de 2005, p. 83-99. ISSN: 1516-8689.
_____. “A Nova Edição da Biblia Hebraica: Biblia Hebraica Quinta: Texto, Aparato Crítico e Massorá”. Caminhando 15, Ano X. Revista da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista – Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). São Bernardo do Campo: Editeo, 1º semestre, 2005, p. 53-65. ISSN: 1519-7018.
_____. Resenha sobre a obra Textual Criticism of the Hebrew Bible (Minneapolis-Assen: Fortress Press-Royal Van Gorcum, 2001, p. xl + 456), de Emanuel Tov. Revista Vértices 8. Revista do Curso de Pós-Graduação em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo (USP). São Paulo: Humanitas, dezembro de 2005, p. 75-82. ISSN: 1516-8689.
_____. Resenha sobre a obra Las masoras del libro de Levítico – Códice M1 de la Universidad Complutense de Madrid (Textos y Estudios “Cardenal Cisneros” de la Biblia Poliglota Matriense 74; Madrid: Instituto de Filología de Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Departamento de Filología Bíblica y de Oriente Antiguo, 2004, p. xx + 274), de María Josefa de Azcárraga Servert. The Catholic Biblical Quarterly (CBQ) 68, janeiro de 2006, p. 97-98. ISSN: 0008-7912.
_____. “A Vulgata como Testemunho do Texto Massorético”. Fórum de Ciências Bíblicas, vol. 1: 1600 anos da primeira grande tradução ocidental da Bíblia – Jerônimo e a tradução da Vulgata Latina. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006, p. 59-69. ISBN: 85-311-0895-2.
_____. “Glossário de Termos Massoréticos no Códice de Leningrado B19a (L)”. Caminhando 13, n. 22. Revista da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista – Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). São Bernardo do Campo: Editeo, 2º semestre, 2008, p. 155-166. ISSN: 1519-7018.
_____. Resenha sobre a obra Gramática do Hebraico Bíblico (São Paulo: Paulus, 2003, p. 398), de Thomas O. Lambdin. Resenha publicada em forma eletrônica no site da Bibliografia Bíblica Latina-Americana.Endereço da url: http://www2.metodista.br/biblica/resenhas/res_labdin.ht

_____. Cidadania em Amós 8.4-7.   Endereço da url: http://www.fundicao.jor.br.


Apresentação
Edson de Faria Francisco é linguista e professor do Departamento de Bíblia da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), responsável pelas disciplinas Hebraico Bíblico e Grego Bíblico e pós-doutor na área de Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas pela Universidade de São Paulo (USP). Possui graduação em Hebraico (2003), em Armênio (1997) e Português (1997) pela Universidade de São Paulo (USP). Possui mestrado (2002), doutorado (2008) e pós-doutorado (2011) em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas pela Universidade de São Paulo (USP). Título do trabalho de pós-doutorado: Lexicon Masoreticum: Léxico de Terminologia Massorética Tiberiense. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas. Autor do Manual da Biblia Hebraica: Introdução ao Texto Massorético - Guia Introdutório para a Biblia Hebraica Stuttgartensia (São Paulo: Vida Nova, 1a. ed. 2003; 2a. ed. 2005 e 3a. ed. 2008). É tradutor do Antigo Testamento Interlinear Hebraico-Português, vol. 1: Pentateuco (Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2012). Tem participado como palestrante nos congressos do International Organization for Masoretic Studies (IOMS).